Indicador antecedente de emprego no Brasil avança em julho e aponta recuperação gradual, diz FGV

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) registrou avanço em julho, indicando uma recuperação gradual do mercado de trabalho, de acordo com os dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgados nesta terça-feira.

O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, avançou 0,4 ponto em julho, chegando a 87,0 pontos. Essa foi a segunda alta consecutiva do índice, algo que não acontecia desde o início de 2018.

“A alta de 1,2 ponto no bimestre, contudo, é ainda tímida diante das perdas de 15,3 pontos de janeiro a maio. O cenário de recuperação do mercado de trabalho deve persistir em ritmo gradual nos próximos meses”, disse em nota o economista da FGV Rodolpho Tobler.

Já o Indicador Coincidente de Emprego (ICD), que capta a percepção das famílias sobre o mercado de trabalho, caiu 2,0 pontos em julho, para 92,6 pontos. O comportamento do ICD é semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto menor o número, melhor o resultado.

“A melhora do ICD mostra que os consumidores têm enxergado o mercado de trabalho de forma um pouco mais favorável que nos últimos meses. Ainda é preciso cautela, mas é boa notícia que o indicador volte a sinalizar uma tendência negativa para o desemprego”, completou Tobler.

Fonte: UOL

Fechar Menu